sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Onde Você Estiver

        Hoje não foi um dia, foi noite. Eu não te vi. Seringas cheias do meu sangue, espalhadas pelo chão quebram aos meus pés a cada passo que dou. Meu sofrimento é pulsilânime, é sofrimento da carne que sofre pela falta de outra carne, a tua carne!
        Dizes-me que é puramente desejo sensual? Acreditas? Eu digo: é paixão pelo teu corpo tão  gostoso que me faz chorar, e tudo mais que amo em ti, tua respiração, a tua saliva, teu cheiro doce como o mel...
        E por que tão distantes? E por que tanta ausência? Porque era para você estar aqui ao meu lado, aí a gente não mais reclamaria que a saudade é tanta que tem uma hora em que parece que ela vai sair do peito e sufocar a gente.
        Tanta coisa sem importantância acontecendo, ocupando espaço na nossa vida, e tanta coisa que passou à que não demos importância na hora, mas que só agora à distância podemos ver o quão importante foram aqueles momentos que disperdiçamos com bobagens.
        Não é estranho? As coisas acontecem na nossa vida e independem da nossa vontade, e só conseguimos compreender o que é realmente importante quando aquilo já acabou, já passou, e não podemos fazer mais nada para trazer aquela sensação de volta.
        Eu quero aprender direito aquilo que você me ensinou, de como é bom voar estando deitado, de como é incrível e indescritível o que duas pessoas podem fazer juntas para se divertir, e que coisa boa: lembrar que somos os indivíduos mais felizes da humanidade, pois desde que o ser humano começou a andar pela terra, apenas nós estamos vivos até hoje.
        É como em meio uma viagem, abrir os olhos para tudo, até para as não-novidades.
        Estou andando na rua e dá vontade de gargalhar, pixar um muro, de roubar ou matar alguém, de declamar uma poesia, cantar uma música, tomar um gole de cachaça e dar um trago num cigarro, de me jogar da ponte e me matar.
        Estou brincando, não vou morrer, não sou tão babaca assim! O que eu quero é viver para sempre contigo, ver teu sorriso sempre assim quando estás ao meu lado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário